A mudança que habita em mim

https://br.pinterest.com/pin/541065342715009674/

Nos últimos dois anos tenho sentido a minha mudança, e tem sido incrível. Passei por várias fases e consigo ver os resultados em pequeno, médio e longo prazo, esse vai ser um post para que eu possa medir e entender como isso vem acontecendo.

Acredito que tudo começou quando acabou o ensino médio, quem já passou por isso sabe como a vida muda da água para o vinho. Antes de começar a mudar passei por uma fase apenas de metas furadas nas quais não seguia meus planejamentos, sempre os esquecia e acaba quebrando o ciclo de mudança. As minhas ideias de mudanças  eram muito brutas mas eu tinha um dos elementos fundamentais: A noção de que uma mudança era necessária, eu botava na minha cabeça que iria mudar e saia falando para todos “eu to mudando tal coisa”, quando a adrenalina passava eu simplesmente esquecia, faltava algo, faltava técnica, sim eu acredito que a mudança é algo que precisa de uma certa técnica.

Um dia, navegando pelo Facebook achei um post interessante e comecei a ler, esse post me levou ao site O Segredo que se tornou um dos meus favoritos, foi quando comecei aos poucos (inconscientemente ) criar um hábito de leitura. Esse site me acalmava muito, me deixava em um estado  de espírito diferente, uma mistura de concentração + inspiração + motivação e vontade de fazer. Comecei lendo apenas quando lembrava do site (não era sempre) e nos momentos difíceis mas quando percebi já havia virado um hábito ler e favoritar os links mais interessantes. Nesse site adquiri um conhecimento um pouco mais técnico sobre a vida, ele realmente revela segredos.

Então foi ai que comecei a mudar e melhor, sentir e almejar a mudança mas ao mesmo tempo me senti meio perdida.

eu não sei o que está acontecendo comigo, me sinto tão diferente e estou morrendo de medo de mudar minha essência, consigo sentir a minha mudança nos meus sentimentos, minhas prioridades, meus sonhos e até mesmo o meu físico não são mas os mesmos, sei que mudar é normal estamos sempre mudando mas normalmente não sentimos a mudança enquanto ela ocorre e sim quando olhamos para trás e vemos que está diferente. Conversando com um amigo, ele me disse que isso é o amadurecimento chegando e isso ficou na minha cabeça desde então, UAU como é assustador esse momento de transição.

Esse foi um textinho que escrevi num momento de Overthinking, o que me lembra de outro hábito que adquiri nesse caminho de mudanças, a escrita.

Sempre me considerei muito criativa, vivo tendo ideias e muitas vezes me perco nelas, elas começam como geniais geniais na minha cabeça e acabam como  “um dia quem sabe”, dei um apelido carinhoso de “Ideias Benjamin Button”.

Minha mente ficava muito cheia, até um dia que comecei a escrever o que passava nela, até mesmo para lembrar depois, usava um sketchbook pequeno onde anotava tudo, nessa época eu fazia parte de uma startup então todas ideias que tinha anotava lá, era uma bagunça entre compromissos, ideias e os pensamentos mais pessoais possíveis. Na contracapa dele eu até escrevi “Um dia esse caderninho valerá milhões” quem sabe né.

Num momento de “epifania tecnológica” (tenho muitos) tive uma ideia de um app “bloco de notas” só que mais completo e futurista, do tipo que te lembrasse por localização (se to em casa ele me lembraria das tarefas doméstica ou por exemplo de buscar aquele sapato no sapateiro quando estivesse próxima) e nesse caso a ideia era boa, tão boa que a Google ja havia desenvolvido. Foi assim que o Google Keep entrou na minha vida, ele é como se fosse a minha mente em forma de app, tem meus compromissos, lembretes, frases inspiradoras, livros para ler, desejos, gastos mensais, fotos, ideias e links para guardar no coração. Ele me ajudou muito a organizar meus pensamentos e liberar espaço na minha mente.

Navegando pelo Netflix descobri o minimalismo que vem me mudado por completo e olha que ainda não me considero minimalista, mas nele está a “parte técnica” que eu estava procurando em busca da mudança. Em 3 meses apenas  estudando sobre o assunto e praticando aos poucos me tornei mais organizada e focada, consegui mensurar um objetivo principal (meu sonho) e abstrair até encontrar minhas metas.

Bom o ano de 2016 foi para aceitar a mudança, e enxergar onde teria que mudar. Não foi muito produtivo, nesse ano me desperiodizei na faculdade, fali uma startup e priorizei as coisas erradas, foi uma bagunça. No final do ano já estava mais focada não queria que essas coisas se repetissem decidi me tornar auto disciplinada. Nesse ano meu hábito de leitura estava se formando e minhas anotações eram tão perdidas quanto eu.

Ainda não posso dar um veredito de 2017, mas sem dúvidas esses 6 meses foram os mais produtivos de toda minha vida.

Conclusão

Nesse post eu consegui ver os passos que dei até hoje a caminho da melhor versão de mim mesma:

Enxergar que é preciso mudar

Digerir a mudança

Começar devagar

Ler

Escrever

Minimalismo

Reflexão

Esses foram os princípios da minha constante mudança.

 

 

Acompanhe as novidades do blog pelo Facebook.

 

Anúncios

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s